Nossos Serviços

Qualidade & Processos

Mapeamento e Redesenho de Processos

O mapeamento dos processos fornece uma visão clara e sistêmica das atividades capazes de transformar as entradas em saídas para os clientes internos ou externos, considerando os recursos e sistemas envolvidos, além de possibilitar a identificação de atividades que realmente agregam valor aos produtos e serviços e vulnerabilidades ou gargalos que geram ou possam gerar falhas e perdas.

A Diretivas pode ajuda-los a mapear os processos de trabalho da organização e partir dele, propor o redesenho em uma sequência produtiva ideal ou avaliar a conformidade dos processos atualmente desenhados e documentados no sentido de verificar potenciais melhorias evitando retrabalho operacional.

Lean 6 Sigma

O inegável objetivo do nível de desempenho do Seis Sigma, minimizar custos, por meio da redução ou eliminação de atividades que não agregam valor ao processo e da maximização da qualidade para obter um lucro em níveis ótimos, são métodos sinérgicos ao seu objetivo.

A Diretivas pode ajuda-los a direcionar os caminhos para implantar a metodologia DMAIC e otimizar os processos com equipes próprias e implantar a melhoria continua.

Nossa contribuição para as organizações poderá ser por meio de programa de implantação e perpetuação do programa por meio de treinamento na metodologia e apoio nos projetos, por meio do processo de coaching aos participantes.

Homologação e Avaliação de Fornecedores

Para ter produtos e serviços de qualidade, os fornecedores e prestadores de serviços também devem ser qualificados e a gestão da cadeia de suprimentos é responsabilidade da organização!

A Diretivas pode ajuda-los com um levantamento prévio do Mapa de Fornecedores, distinguindo os fornecedores críticos e verificar ou criar mecanismo de homologação e avaliação dos fornecedores e prestadores de serviços.

Além disso a Diretivas pode, se assim a organização desejar, assumir a avaliação dos fornecedores, permitindo que a organização possa focar em seu negócio principal, minimizando os custos operacionais do processo, apresentando relatórios gerenciais que permitam a análise crítica de sua cadeia de fornecedores e prestadores.

Verificação dos Processos e Gestão das Demandas do Serviço de Atendimento ao Cliente

Canais de recebimento de demandas de clientes não funcionais ou com lacunas sobre a gestão das demandas, levam os clientes a buscarem outros canais formais ou informais para a resolução de seus problemas, o que pode afetar, diretamente, a imagem da organização perante o mercado.

Além disso, perde-se a oportunidade de melhorar o processo na causa raiz, aumentando o volume de reclamações ao invés de minimizá-los.

A Diretivas pode ajuda-los na verificação dos processos e gestão das demandas de clientes, atestando sua efetiva funcionalidade e aderência aos requisitos regulamentares, quando aplicáveis, e procedimentos internos adotados, considerando todos os canais abertos ao recebimento de demandas de clientes da organização.

Gerenciamento de Resíduos

A elaboração de um Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos possibilita as organizações a identificar deficiências, reduzir desperdícios e, por meio de uma coleta seletiva eficiente com a participação de todos os envolvidos, obter lucro da comercialização dos materiais recicláveis de qualidade.

Além disso a correta gestão dos resíduos sólidos do estabelecimento aumenta a credibilidade com os órgãos fiscalizados, fornecedores e clientes.

O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) é um documento técnico que identifica a tipologia e a quantidade de geração de cada tipo de resíduos e indica as formas ambientalmente corretas para o manejo, nas etapas de geração, acondicionamento, transporte, transbordo, tratamento, reciclagem, destinação e disposição final.

É crime ambiental causar poluição ou danos à saúde humana, à fauna e a flora, com pena de reclusão de um a cinco anos se “ocorrer por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos, ou detritos, óleos ou substâncias oleosas, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou regulamentos”. A Diretivas pode ajuda-los a implantar ou verificar o PGRS da sua organização, tendo como referencial a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), com o objetivo de garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos – que não possuem viabilidade técnica e econômica para reciclagem, com equipe multidisciplinar capacitada para a elaboração do PGRS, além de treinamentos e monitoramentos, de forma a identificar as melhores soluções para seu negócio.

Protocolos Assistenciais

Os Protocolos Assistenciais, além de ser uma boa prática , independente do porte da organização, melhoram a segurança, padronizam o atendimento e desempenho da organização.

A Diretivas após uma contextualização inicial, pode ajuda-los na definição dos Protocolos a serem elaborados, padrões a serem adotados, de acordo com as melhores práticas de mercado e complexidade assistencial, realizando as interfaces pertinentes dentro da organização e o treinamento necessário para sua aplicação.

Podemos ainda, para as organizações que já possuem seus protocolos assistenciais documentados, fazer uma análise confrontando as melhoras práticas de mercado e realidade e conformidade de sua aplicação.

Faturamento Assistencial

O Faturamento Assistencial além de ser uma boa prática, independente do porte da organização, melhora seu faturamento, diminui custo dos procedimentos e padroniza a assistência.

A Diretivas pode ajuda-los, a partir de um diagnóstico, a desenvolver um plano de ação com a finalidade de padronizar procedimentos, diminuir glosas e aumentar o faturamento.

Podemos ainda, para as organizações que já possuem seu processo de faturamento assistencial documentado e padronizado, fazer uma análise confrontando as melhoras práticas de mercado e realidade e conformidade de sua aplicação.

Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem

O Dimensionamento de pessoal de enfermagem deve atender a legislação, além de ser uma boa prática, independente do porte da organização.

A Diretivas pode ajuda-los, após contextualização inicial, a propor o quadro de pessoal, fundamentado na realidade da organização, melhores práticas de mercado e requisitos regulamentares vigentes.

Podemos ainda, proceder a análise do quadro de enfermagem, frente aos requisitos regulamentares vigentes, para verificação da conformidade e propostas de readequações, se necessário.

Boas Práticas de Fabricação de Produtos Médicos

Implantar um Sistema de Gestão da Qualidade para atender as Boas Práticas de Fabricação, Armazenamento e Distribuição de produtos para a saúde, além de ser uma obrigatoriedade legal, possibilitará à organização:
– Processos e produtos confiáveis;
– Processos e produtos seguros e no tempo certo às necessidades dos clientes;
– Redução de retrabalho, consequente redução de custos;
– Incremento na satisfação dos Clientes.

A Diretivas pode ajuda-los na adequação às legislações pertinentes aplicáveis, entre elas a RDC- ANVISA -16:2013 ou avaliação de aderência às boas práticas de fabricação de produtos médicos.

Qualidade para Dispositivos Médicos

Implantar um Sistema de Gestão da Qualidade para dispositivos médicos, conforme a ISO 13485:2016, possibilita à organização:
– Aumentar o acesso a mercados globais;
– Descrever como revisar e melhorar processos por toda a organização;
– Aumentar a eficiência e monitorar a performance dos fornecedores;
– Demonstrar que se produz dispositivos médicos mais seguros e efetivos;
– Atender aos requisitos regulatórios e às expectativas dos cliente.

A Diretivas pode ajuda-los na adequação às legislações pertinentes aplicáveis, entre elas a RDC- ANVISA -16:2013 e a norma de referência ISO 13485:2016 ou na avaliação de aderência à qualidade para dispositivos médicos.

Núcleo de Segurança do Paciente

Os Núcleos de Segurança do Paciente devem promover a prevenção, controle e mitigação de incidentes, além da integração dos setores, promover a articulação dos processos de trabalho e das informações que impactam nos riscos ao paciente. Tem papel fundamental no incremento de qualidade e segurança nos serviços de saúde.

A Diretivas pode ajuda-los na implantação ou preparação de equipes para implementá-lo em consonância com as exigências legais do Plano Nacional de Segurança do Paciente, considerando: 
– Conceitos e definições
– Constituição do Núcleo de Segurança do Paciente;
– Plano de Segurança do Paciente;
– Metas de Segurança do Paciente;
– Cultura de Segurança do Paciente.

Institucional

Código de Ética Diretivas

Empresas Parceiras

Parceiros de Negócio

Programa de Fidelização

Atendimento

Fale Conosco

Redes Sociais